“Estão passando vários aniversários sem famílias”, diz vereador

Vereador Ricardo Silva da Câmara de Osasco
O Cadastro Nacional de Adoção tem 33, 5 mil pretendentes e cerca de 5,7 mil crianças aguardando serem adotadas
Durante a sessão ordinária da câmara municipal de Osasco ocorrida na última terça-feira (30), o Vereador Ricardo Silva (PRB) apresentou na Câmara de Osasco uma moção pelo dia Nacional da adoção, comemorado no último dia (25). Dados de 2015 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indicam que, atualmente o Cadastro Nacional de Adoção tem 33, 5 mil pretendentes e cerca de 5,7 mil crianças aguardando serem adotadas, o que dá praticamente seis pretendentes para cada criança.
“Vejo que existe um número gigantesco de pais querendo adotar uma criança, mas ao mesmo tempo tem a burocratização do judiciário que impedem que isso aconteça. Quero aproveitar e pedir que as pessoas visitem os orfanatos para conhecer e dar atenção para crianças que precisam”, disse Ricardo Silva.
O vereador destacou o trabalho social e evangelístico que a igreja Universal realiza e que “já estive em presídios, leprosários e locais de alto risco, no entanto, o único lugar que não consigo ir com tanta frequência é o orfanato, porque é algo bastante delicado ver as crianças abandonadas”, falou.
Para o vereador, “a data serve para que venhamos repensar as nossas ações diante disso, inclusive sobre a questão do abandono de crianças nas instituições, que estão passando vários aniversários sem família” disse, ele falou ainda que “ Sabemos que existe uma dificuldade de efetivação no processo de adoção. Mas não podemos deixar de lutar pelos direitos das crianças de terem uma família”, explicou.
O vereador ainda apresentou moção de aplausos a Comunidade Armênia pela contribuição com o crescimento e desenvolvimento de Osasco. A semana da coletividade Armênia surgiu do desejo que os imigrantes tinham de manter suas tradições no país que os acolheu, o Brasil.
Segundo Ricardo Silva, a cidade de Osasco tem uma relação muito próxima com essas pessoas e por isso, é importante reconhecer a contribuição dos mesmos para o desenvolvimento da nossa cidade e reforçar a importância de que mantenham suas tradições e histórias vivas.

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *