Projeto sugere a inclusão do ensino de Libras nas escolas municipais de Osasco

De autoria do vereador Ricardo Silva, proposição visa assegurar a inclusão social

Tramita na Câmara Municipal de Osasco projeto do vereador Ricardo Silva (PRB) que sugere a inclusão da Língua Brasileira de Sinais – Libras, na grade curricular das escolas municipais, como disciplina transversal.
A proposta, que tem como objetivo promover a inclusão social, defende a capacitação dos profissionais das repartições públicas municipais e agências bancárias, do Município de Osasco.
O vereador destacou dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, através do último censo, revelando que aproximadamente 9,7 milhões de brasileiros possuem deficiência auditiva (DA), o que representa 5,1% da população brasileira. Ainda segundo a Organização Mundial de saúde apurou, em 2011, que 28 milhões de brasileiros sofrem algum tipo de problema auditivo.
“É importante frisar, que o projeto de Lei visa a inclusão social e aprimoramento aos profissionais, nas mais diversas áreas, estimulando o aprendizado da Libras nas escolas, onde proporcionará a quebra de barreiras para as pessoas com deficiência auditiva que precisam lidar diariamente com a desinformação, preconceito e com a falta de estrutura”, disse Ricardo Silva.
Desde de 2002, por meio da Lei n° 10.436, que a Libras passou a ser considerada, oficialmente, como o segundo idioma do Brasil, devendo ser garantido, por parte do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos, como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do país. “Portanto esta iniciativa é importante para atender a população, que sofre enormes dificuldades quanto ao ensino e profissionalização, diminuindo as falhas no processo de comunicação, o que pode também gerar constrangimento”, explicou o vereador.

Ascom – Vereador Ricardo Silva

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *