Sessão Solene comemora o Dia da Bíblia

Sessão Solene comemora o Dia da Bíblia em Osasco

A Câmara municipal de Osasco celebrou na última sexta-feira (7), em sessão solene, o Dia da Bíblia, comemorado no 2º domingo do mês. A solenidade de propositura do vereador Ricardo Silva (PRB),  contou com a presença do Pastor Mário Rost – Gerente de Desenvolvimento Institucional da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); Bispo Eduardo Bravo – Líder do Congresso Renovação da Igreja Universal do Reino de Deus; Pastor Epifânio Pereira – da Igreja Assembleia de Deus Refúgio; Pastora Néia Rocha – da Igreja Assembleia de Deus Jardim Platina; Pastor Pedro Paulo – Representando o prefeito Rogério Lins e outras autoridades. Sessão Solene comemora o Dia da Bíblia

O vereador destacou que a Bíblia atravessou os mais diferentes formatos, do papiro à era digital, numa demonstração clara da perenidade e atualidade da Palavra de Deus. Primeira obra de grande porte a ser produzida na prensa de Gutenberg, a Bíblia continua sendo o livro mais impresso em todo o mundo, ao longo de cinco séculos.

“Então, acredito que todos devemos incentivar a leitura da Bíblia desde a infância, porque isso irá contribuir para o conhecimento cultural, geográfico, científico e dos fatos históricos bíblicos. Além disso, é importante falar sobre Deus, ação que traz benefícios e princípios morais e familiar”, ressaltou Ricardo Silva.

O Gerente de Desenvolvimento Institucional da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), destacou que o Brasil é o maior mercado de crack do mundo e 20% do crack consumido no mundo é consumido no Brasil, “o Brasil precisa de esperança e do Deus que defende a vida dos que ainda nem nasceram”, disse o pastor Mário Rost.

Já o Bispo Eduardo Bravo, falou da importância de que o Dia da Bíblia, “não seja apenas festivo, mas de reflexão, para que essa palavra seja lida, colocada em prática,  vivida e assim possa fazer a diferença em nossas vidas”, destacou.

 

Ascom – Vereador Ricardo Silva




 

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *